“A Importância da Música”
Arte, Relaxamento e Emoção!

“As canções conseguem transformar nosso estado emocional e nos ajudam a viver com mais entusiasmo. A música tem o poder de acalmar e de alegrar, de consolar e, muitas vezes, de inspirar e fazer pensar. Está comprovado cientificamente que os sons atingem a região do cérebro responsável pelos sentimentos, pela motivação e pela afetividade”, explica a musicoterapeuta Celise Melo (Celelê). “Eles exercem uma influência poderosíssima sobre as emoções e são capazes de despertar desde calma e felicidade até agitação e incômodo”.

A musicoterapia ajuda muito o desenvolvimento, pois estimula a atenção, a fala, o senso rítmico e auditivo, a coordenação motora, a memorização, favorecendo o aprendizado, a criatividade e a sociabilidade.

 A comunicação através dos sons é essencial para o ser humano, até mesmo antes de seu nascimento a música é extremamente benéfica para o feto, para a mãe e na hora do parto tranquiliza tanto a gestante como o bebê.

Desde 1986 Celise dirige e escreve projetos de música e teatro para pessoas com deficiência, nos quais também atua, e um de seus espetáculos, “A Inclusão com Celelê e Convidados”,  conta com as participações especiais de seus alunos. 

Já se apresentou em diversos palcos brasileiros e na Itália com sucesso de público e crítica, e também para pessoas com deficiência na cidade de Jerusalém, em Israel. Ministra palestras e oficinas sobre a importância da música na educação e nas deficiências.

Celise é membro da Academia Latina (Grammy) e escreve a coluna "Música e Arte" da Revista Reação, especializada em reabilitação e inclusão.

Em 1990 começou a dar aulas particulares para Daniella Lamim, portadora da Síndrome de Down, desde então seu desenvolvimento tem sido constante.  Daniella canta, toca violão, dança, trabalha e tem ótimo convívio social.

Nas aulas dadas a Henrique Vieira, que é autista, Celelê contribuiu para que o aluno aprimorasse seu comportamento, convívio social e suas habilidades rítmicas. Henrique toca bateria nos espetáculos de inclusão da artista e musicoterapeuta.

São de sua autoria os hinos de algumas instituições e outras canções especialmente compostas para pessoas com deficiência.

Atuando também como compositora, cantora, atriz e diretora nos espetáculos educativos da “Celelê" as canções contagiam demais as crianças. Os pequeninos cantam, dançam, brincam e saem maravilhados.

Celelê conta: “Procuro passar por meio de letras educativas e brincadeiras, noções positivas sobre a vida, a amizade, a higiene, a importância da natureza e as crianças assimilam tudo de forma interativa e com muita alegria”.

“Para Celise, a música é tão benéfica porque penetra no ser humano e é um estilo de arte acessível.” Alba Damasceno - Revista Sentidos

“A Cantora e compositora Celelê, aposta nos benefícios da música no trabalho com pessoas com deficiência" Maria Luiza de Araújo – Revista Reação

“Celelê defende que não existem limites para o alcance da música. "É uma arte milagrosa, capaz de transformar". É com base nisso que realiza um projeto de desenvolvimento musical para os deficientes”.  Diandra Renesto – Saraiva Conteudo

“Celelê  resgata os bons tempos da música...Tenho certeza de que ela ajuda a fazer de meus filhos, dos jovens e das crianças do Brasil, pessoas melhores”.- Okky de Souza - Revista Veja

© 2017 Celelê e Amigos. Todos os direitos reservados.